O IV BSDDAY será adiado por conta da greve dos caminhoneiros.

Como a mobilidade dos participantes do evento foi afetada a organização decidiu adiar o BSDDAY para manter a qualidade do evento. Uma nova data será anunciada assim que a situação for normalizada.

A organização agradece a compreensão de todos e apoia o movimento dos caminhoneiros na página do evento.

Fonte: BSDDAY

Add a comment

O Jornalista e porta-voz de interesses da comunidade Linux Robin "Roblimo" Miller faleceu.

"Roblimo" era conhecido como Editor Chefe da Open Source Technology Group, companhia que foi dona de Slashdot, SourceForge.net, freshmeat, Linux.com, NewsForge e ThinkGeek de 2000 a 2008. Também foi escritor e entrevistador do site FOSS Force.

Descanse em Paz, Roblimo.

Fonte: Linux Journal

Add a comment

Durante diversos meses a Talos Intelligence Group trabalhou e continua atuando junto a outras empresas para mapear um novo malware que afeta roteadores SOHO, batizado de VPNFilter. Devido a criticidade e forma como ele funciona a Talos resolveu antecipar informações sobre o malware.

Add a comment

Enquando o vkd3d fez notícia hoje com seu lançamento inicial, o projeto DXVK continua no seu objetivo de rodar aplicativos desenvolvidos em Direct3D 11 e implementar a tradução para Vulkan.

As funcionalidades mais importantes da versão 0.52 são o suporte inicial ao DXGI 1.2 e a atualização da Microsoft DirectX Graphics Infrastructure que incorpora diversas melhorias para tais drivers. O suporte inicial ao DXGI 1.2 resolve problemas que torna possível a execução de Bioshock 2 Remastered e Frostpunk. O DXVK 0.52 também resolve incidentes críticos de performance no Fallout 4 quando habilitado o MSAA (multi-sample anti-aliasing).

A nova versão do DXVK pode ser encontrada no GitHub do projeto.

Fonte: Phoronix

Add a comment

A Equipe do Wine tem orgulho de anunciar a disponibilidade da versão 1.0 da vkd3d, a biblioteca de tradução de Direct3D 12 para Vulkan.

Esta é a primeira versão da vkd3d. Muitas funcionalidades do Direct3D 12 estão faltando e bugs são esperados. A versão atual foi testada na maioria dos casos com aplicações demo. Um certo número de funcionalidades foram postergadas para serem implementadas no próximo ciclo de desenvolvimento. Isto inclui itens relacionados a geometria e suporte a tesselation shaders, diversas melhorias na tradução de shaders e aprimoramentos em métodos centrais do Direct3D 12.

Relembrando um pouco a história: o vkd3d é um software separado do Wine desenvolvido internamente pela CodeWeavers anunciado na WineConf2017. É licenciado em LGPL e a intenção da equipe do Wine era(e ainda é) tornar este software a biblioteca central de tradução Direct3D 12 num futuro próximo.

Fonte: WineHQ

Add a comment

Seguindo o fiasco das vulnerabilidades da série Spectre, uma nova variação da falha permite que o atacante obtenha (mais) informação sensível em sistemas que possuem CPUs modernas.

CVE-2018-3639 foi descoberta por pesquisadores da Google Project Zero e Microsoft Security Response Center e é uma vulnerabilidade do tipo Speculative Store Bypass (SSB), considerada uma variação derivada da Spectre v1.

"A variação 4 é uma vulnerabilidade que explora 'speculative bypass'. Quando ativada, pode permitir que um atacante leia valores de memória antigos da stack de uma CPU ou outras regiões de memória. Apesar de ter uma implementação complexa, esta vulnerabilidade side-channel pode permitir código não privilegiado ler dados arbitrários e rodar comandos antigos de forma especulativa, resultando em alocações de cache que podem ser utilizadas para infiltrar dados em ataques conhecidos de side-channel".

Explicação detalhada da US-CERT.

Maiores detalhes no link de referência: HelpNetSecurity

Add a comment

De acordo com informações do The Register, durante a conferência DevOps-focused London, no último dia 16 de Maio, Linda Rising, uma consultora, autora e COO do grupo Hillside perguntou para a plateia se alguns deles estavam fazendo algum sabor de desenvolvimento ágil. Muitos levantaram as mãos.

Em seguida, ela perguntou: "Quantos olharam nos estudos aleatorizados controlados que forneceram evicências que Agile era melhor do que seu processo atual?". Não houve resposta.

Apontando para os pioneiros da Ciência, como Isaac Newton, que está enterrado na abadia de Westminster, do outro lado da rua do local da conferência, Rising observou que, enquanto nós reconhecemos a Ciência, nós não a praticamos frequentemente.

"Para aqueles que se chamam de pessoas técnicas, essa é uma forma estranha de tomar decisão", disse ela, que argumentou para que as organizações incorporem mais Ciência em suas decisões. 

Add a comment

O que começou como a ideia a quatro anos atrás acabou se tornando um projeto sólido de firmware alternativa para smartwatches. Alguns anos e 100 colaboradores depois, surge o AsteroidOS 1.0.

O que há de novo no AsteroidOS 1.0?

  • Funcionalidades essenciais para wereables: notificações do telefone, agenda, alarme, calculadora, controle de música, configurações, cronômetro, timer e aplicativo de previsão do tempo.
  • Sincronização com o Android usando BLE (Bluetooth Low Energy) e o aplicativo AsteroidOSSync. Exemplos existem nas bibliotecas e documentação para auxiliar desenvolvedores na integração e sincronização de informações.
  • Diversos dispositivos suportados, outros planejados e um emulador está disponível para quem quiser dar uma olhada sem possuir um dispositivo.
  • Nível alto de customização nas watchfaces (temas) e documentação ampla para a criação de novas.
  • Tradução inicial para 20 línguas: Chinês, Checo, Dinamarquês, Neerlandês, Inglês, Persa, Francês, Alemão, Grego, Hebreu, Italiano, Língua Cabila, Coreano, Norueguês, Português, Russo, Eslovaco, Espanhol, Turco e Ucraniano. As traduções podem ser expandidas para novas línguas online.
  • Por último, uma SDK com exemplos e um tutorial que permitem aos desenvolvedores criar novos aplicativos para este OS.

 

Próximos passos?

O AsteroidOS foi construído com base em tecnologias conhecidas que incluem OpenEmbedded, opkg, Wayland, Qt5, systemd, BlueZ e PulseAudio. Isto o torna uma plataforma bastante atual onde o céu é o limite. Deseja rodar Docker no seu relógio de pulso? É possível. Deseja rodar Quake no seu relógio? O AsteroidOS permite. Alguns itens que estão em pauta para a implementação:

  • Tela sempre ligada(Always-on)
  • Notificações agrupadas
  • Sincronização de calendário
  • Sincronização dos apps em mais plataformas.

Minha opinião: Este projeto parece uma alternativa bastante interessante num mundo onde os "smarts" que vestem estão se tornando cada vez mais comuns. Saber que existem alternativas mais abertas e fora das bolhas de produtos Google, Apple e Samsung é bom.

Fonte: AsteroidOS.org

Add a comment

Déjà vu

De Nícolas Wildner:

Lembra do Linspire? Talvez o antigo nome "Lindows" lhe traga alguma lembrança? Pois é, ele voltou dos mortos em 2018…

O Linspire/Lindows foi uma distribuição baseada do Debian/Ubuntu que tinha como púbilco alvo o desktop e remonta de 2001. Foi fundada por Michael Robertson, e tinha como objetivo uma interface que lembrasse o Windows XP e vinha com customizações no Wine para uma teórica melhor compatibilidade com softwares para Windows. Após tomar um processo por conta da semelhança no nome(adivinha quem?) foi renomeada de Lindows para Linspire.

A versão 6.0 do Linspire possui uma década de idade, e durante o decorrer desta, os direitos do nome da distribuição passaram da empresa Digital Cornerstone para a Xandros, e agora para a PC/OpenSystems, que resolveu tirar o desfibrilador da maleta e ressuscitar o Linspire. Surgem então as distribuições Linspire 7.0 e Freespire 3.0.

O Freespire 3.0 é FOSS, enquanto o Linspire requer uma licença comercial e inclui componentes de software proprietário em sua instalação padrão. Ambos são baseados em Debian/Ubuntu então, a gama de softwares disponíveis deve ser, por dedução, aquela já conhecida dos remixes (cof, cof, refisefuqui…). O Linspire é vendido pelo valor de US$ 80 em licença de 12 meses.

Maiores detalhes sobre o licenciamento aqui.

Opinião do tradutor: Lembro-me da época de faculdade onde amigos, e conhecidos de meus parentes, compravam notebooks mais baratos em hipermercados e eram enganados pela propaganda do Lindows, e acabavam formatando seus equipamentos e optando pelo "Xispezão pirata". Será que teremos a criação movimento retrô de pirataria com o lançamento do Linspire?

Referencia: https://br-linux.org/2018/01/linspire-lindows-ressurge-dos-mortos-em-2018.html

Referencia: https://www.phoronix.com/scan.php?page=news_item&px=Linspire-Server-2018

 

Add a comment

Greg Kroah-Hartman liberou hoje um lote de atualizações para as árvores consideradas estáveis do Kernel Linux. São as versões 3.18.109, 4.4.132, 4.9.100, 4.14.41, e 4.16.9.

Estas atualizações não possuem alterações grandiosas ou novas tecnologias mirabolantes. O que há em comum entre todas as versões 4.x referenciadas acima é o patch que amplia as proteções a falha de processadores Spectre V1, já publicado na árvore 4.17.

Estas proteções foram desenvolvidas após um novo exploit ser descoberto utilizando a ferramenta de análise estática Smatch.

Fonte: Phoronix

Add a comment