Para a maioria dos usuários de distribuições de Linux, atualizar o BIOS/UEFI de seu sistema é, em geral, um processo difícil. Uma das principais razões é que a maioria dos fabricantes de placas-mãe apenas oferece soluções baseadas no Windows ou no MS-DOS para essa tarefa, o que obriga os usuários a improvisarem. No entanto, em breve os proprietários de computadores da Lenovo poderão respirar aliviados.

Tux em frente ao logotipo UEFI.

A tradicional fabricante chinesa juntou-se ao LVFS, que mantém um serviço no qual fabricantes podem enviar suas atualizações de firmware, e vai começar a liberar seus updates através desta plataforma. Assim, em breve os donos de computadores ThinkPad, ThinkCentre e ThinkStation - muito populares dentre os usuários de Linux nos EUA - poderão atualizar o firmware de seus equipamentos através do utilitário fwupd e de seus front-ends.

Maios informações podem ser lidas no blog de Richard Hughes, da Red Hat.

Fontes: Slashdot e Phoronix.

Add a comment

É interessante ver um projeto do GSoC tomar forma, especialmente deste SO que promete ser uma implementação aberta da plataforma Win32.

Postamos aqui sobre o ReactOS e o projeto deste ano que prometia fazer com que este SO inicializasse com BTRFS. O estudante Victor Perevertkin não deixou barato e terminou o suporte ao Btrfs no bootloader e pequenas correções que possibilitaram com que o ReactOS fosse instalado e iniciado neste sistema de arquivos.

O GSoC 2018 está perto do fim e parece que o projeto de Perevertkin atingiu um marco importante ao compatibilizar a API/ABI do Windows com este sistema de arquivos. Alguns incidentes precisam ser tratados:

  • Pagefiles não conseguem ser criadas neste tipo de partição. A implementação de paginação do ReactOS é diferente do Windows e requer funções extras no driver de sistema de arquivos.
  • Erros durante algumas operações de escrita. Por exemplo, a instalação do git falha. Perevertking está investigando.
  • BSODs ocasionais durante o desligamento. O problema já foi mapeado :)

Maiores detalhes na fonte desta postagem.

Fonte: ReactOS Blog

Add a comment

Patrick Volkerding, fundador e BDFL da distribuição Slackware postou uma nota no fórum LinuxQuestions.org detalhando alguns problemas financeiros. Tudo indica que o problema iniciou com uma negociação feita pela Slackware Store que foi de mal a pior.

"Não sei como continuar, mas tenho esperanças da comunidade achar que meu trabalho é digno de suporte. Se for possível, gostaria de parar com as réplicas de mídias físicas pois parecem ser uma causa perdida. Camisetas? Bom, talvez, mas não vejo uma entrada de caixa razoável com elas. Imagino como o Patreon se sairia. Seria melhor que nada, lugar onde estou agora. Apesar de tudo isto eu continuo trabalhando duro para entregar o Slackware 15.0 porque eu acredito que este será o melhor lançamento já feito, e porque estou dedicado ao meu trabalho e a comunidade usuária. Eu nunca entrei nessa por conta do dinheiro".

No mesmo fórum há uma pessoa solicitando Bitcoin e que não é afiliada ao Volkerding, no que parece ser um scam; é algo triste porque o Patrick disse que já ocorreu situação similar com a Slackware Store.

Caso alguém deseje doar, Volkerding postou seu endereço do PayPal.

Fonte: LWN.net

Add a comment

Quando ataques Spectre e Meltdown foram descobertos neste ano, exploits iniciais precisavam que o atacante executasse códigos localmente no computador alvo. Isto tornou navegadores vulneráveis e tornou o JavaScript uma ferramenta plausível para a criação de ataques. Hosts na nuvem também estavam suscetíveis. A situação parecia ter um certo limite.

Este impacto foi ampliado. Pesquisadores da Graz University of Technology incluindo Daniel Gruss, um dos pesquisadores originais do Meltdown, descreveram o NetSpectre: Um ataque totalmente remoto baseado no Spectre. Com o NetSpectre um atacante consegue ler remotamente o conteúdo de memória de um computador alvo sem qualquer código executando localmente

Fonte 1: OSNews

Fonte 2: ArsTechnica

Documento da Pesquisa: Aqui

Add a comment

Segundo artigo do site especializado em segurança BleepingComputer, um desenvolvedor misterioso disponibilizou uma versão da suíte de escritório livre LibreOffice na Microsoft Store, do Windows 10.

O programador, que se identifica apenas como ".net", oferece a suíte por US$ 2,99. Ele afirma que a versão trial é ilimitada, com todos os recursos, mas que se o usuário comprar o programa, o dinheiro irá para a The Document Foundation, mantenedora da suíte.

O site analisa que o desenvolvedor utilizou a tecnologia Desktop Bridge para converter a suíte para o formato de Aplicativo Universal, e levanta a preocupação de que "Como o aplicativo é open source, não temos ideia se foi adulterado de alguma forma". Mais tarde a TDF entrou em contato com o site e explicou que o item na loja não está afiliado com a companhia e que o dinheiro coletado não vai para eles.

O download oficial do LibreOffice para Windows (e outros sistemas) pode ser realizado na página do projeto.

Add a comment

Em resposta à multa de 4,34 bilhões de euros (19 bilhões de reais) dada pela União Europeia, o CEO da Google, Sundar Picharpostou uma nota no blog da empresa nesta quarta-feira, afirmando que a medida do bloco econômico pode fazer com que o sistema Android deixe de ser gratuito por inviabilizar financeiramente suas operações.

A empresa foi acusada de fazer uso de práticas anticompetitivas ao forçar fabricantes de smartphones a adotarem o sistema e incluírem aplicativos e serviços da empresa em seus produtos. De acordo com o CEO, é por meio dos aplicativos pré-instalados no sistema, como a Play Store, que o Google ganha dinheiro e custeia a manutenção e atualização do Android.

No caso de uma eventual mudança de estratégia, quem seria cobrado seriam os fabricantes de smartphones, mas isso certamente impactaria no custo final desses aparelhos para o usuário. Vale lembrar, no entanto, que essa é apenas uma possibilidade e não há nada de concreto nesse sentido, ainda.

Fonte: Veja.

Add a comment
Tchelinux 2018: Chamada de palestras para Pelotas.
 
É com orgulho que anunciamos o primeiro evento do Tchelinux em Pelotas este ano!
 
Para quem ainda não conhece, o Tchelinux é um grupo comunitário que reúne entusiastas, usuários e desenvolvedores de Software Livre no Rio Grande do Sul. O evento, organizado por membros deste grupo e voluntários, tem como objetivo integrar a comunidade de Software Livre com palestras, oficinas e outros eventos, a fim de fortalecer a cultura de Software Livre no estado do Rio Grande do Sul. Todos os eventos do Tchelinux são sempre gratuitos, porém os participantes são encorajados a doar 2kg de alimentos não-perecíveis, que são encaminhados a instituições de caridade da cidade onde ocorre o evento.
 
O evento será realizado na Universidade Católica de Pelotas, no dia primeiro de Setembro de 2018.
 
A Chamada de Trabalhos para o Tchelinux Pelotas está aberta até o dia 28 de Julho e caso você tenha interesse em submeter uma palestra, por favor, preencha o formulário de submissão de palestras no seguinte link: https://goo.gl/forms/wuX0IHHTtLwc5FKk2
 
Maiores informações sobre o evento estão disponíveis no seguinte link: https://pelotas.tchelinux.org/
 
Enviado por: Jerônimo Medina Madruga.
Add a comment

O processo de seleção de palestras para a Linux Developer Conference Brazil foi finalizado e esta será a grade do evento que ocorrerá de 25 a 26 de Agosto:

  • Beautifying syscall args using kernel headers and eBPF in 'perf trace' -- Arnaldo Carvalho de Melo
  • Bootstrap of the Debian ppc64el port: history, concepts, techniques, and  challenges -- Mauricio Faria de Oliveira
  • Constructing a virtual CPU from the ground up -- Eduardo Habkost
  • Da linuxdev-br ao GSoC: Displays Virtuais no Kernel -- Rodrigo Siqueira
  • Generic Pin Configuration - Pin Control Subsystem  -- Matheus Castello
  • Implementing Transactional Memory in Kernel space -- Breno Leitão
  • Introduction to MTD memory in Linux -- Ezequiel Garcia
  • Keeping the ABI [somewhat] sane -- Gabriel F. T. Gomes
  • Managing client's projects in open source and being profitable -- Alvaro Solivares
  • O modelo de desenvolvimento de drivers do kernel Linux -- Sergio Prado
  • Open Source Peer-to-Peer Cloud Software for Everyone --- Jon "maddog" Hall
  • Performance counters in htop 3.0 -- Hisham Muhammad
  • Porting Linux to an Embedded Platform without pain -- Fabio Estevam
  • Securing Software Updates for IoT devices with TUF and Uptane -- Ricardo Salveti
  • The danger of ring3 rootkits -- Fernando Mercês
  • Three tales of Free Software in my teaching at Unicamp -- Islene Calciolari Garcia
  • Who's afraid of Spectre & Meltdown? -- Alexandre Oliva

Fonte: Email do Comitê da linuxdev-br

Add a comment

Slackware, famosa e pioneira distribuição Linux completa hoje seus 25 anos.

Relembrar é viver, na fonte está o email que iniciou a saga.

Quem lembrou os autores do Linux-BR deste fato foi o Leonardo Vaz.

Fonte: comp.os.linux - ANNOUNCE: Slackware Linux 1.00

Add a comment