O Android é desenvolvido pelo Google e até que as últimas atualizações sejam lançadas, seu código fonte é disponibilizado para o Android Open Source Project (AOSP), um projeto de código aberto liderada pelo Google. O código-fonte, pode ser personalizado pelos fabricantes de equipamentos originais (OEMs) para executar em seu hardware.

Com essa combinação de software livre e código aberto o AOSP, que é licenciado sob licença Apache, permitiu que variantes dos Android fossem desenvolvidas como outros ecossistemas.

O AOSP já existe a algum tempo e ajuda os desenvolvedores a criar ferramentas e até ROMS. O projeto mais conhecido é o LineageOS surgido das cinzas do CyanogenMod e alguns de seus antigos desenvolvedores. O processo de flash embutido em um dispositivo de desenvolvimento sempre exigiu várias etapas manuais.

"Para oferecer suporte aos desenvolvedores que trabalham no AOSP, estamos lançando o Android Flash Tool , que permite aos desenvolvedores fazer o flash de dispositivos com construções listadas no Painel de Integração Contínua. Isso pode ser usado por desenvolvedores que trabalham no sistema operacional Android para testar alterações ou por desenvolvedores de aplicativos para testar a compatibilidade com a versão mais recente do AOSP.

A ferramenta Android Flash Tool permite que qualquer pessoa use um navegador compatível com WebUSB, como o Chrome 79 ou o Edge 79, para fazer a flash de um dispositivo Android inteiramente a partir do navegador."

Se você é desenvolvedor Android e quer testar esse novo recurso, nesse link poderá encontrar mais informações, https://flash.android.com.

Saiba mais em https://source.android.com/setup/contribute/flash.

 

Fonte: Android-Developers