A pouco mais de uma semana foi anunciado pela Microsoft o encerramento do suporte do Windows 7, é ele chegou ao fim da sua vida útil. Embora essa perda não afete em nada, há usuários do windows que não receberam essa novidade de coração aberto, a pouco tempo a Microsoft vem se mostrando "amante de software livre", prova disso veio com o WSL2 e a abertura do código do Word e MS-DOS.

"Existe um precedente. O código antigo do MS-DOS e do Word foi aberto, e o aplicativo Calculadora encontrado no atual Windows 10 agora está oculto no GitHub. Mas um sistema operacional inteiro, relativamente recente?"

A Free Software Foundation lançou a campanha #UpcycleWindows7, uma forma de pressionar a Microsoft a fornecer o Windows 7 à comunidade, um apoio para defender a liberdade do usuário.

"A Microsoft deu alguns passos na direção certa, como o lançamento de alguns componentes pequenos mas importantes do Windows como software livre. Queremos pressioná-los a ir mais longe. Precisamos que a Microsoft prove ao mundo que seu "amor" ao software livre não é apenas uma campanha publicitária e que eles não estão apenas colhendo os benefícios do software livre para explorar os usuários."

 

"Eles podem fazer isso liberando o Windows 7 sob uma licença de software livre. A história do software livre nos mostrou que o software não precisa expirar e pode até ser escrito para durar cinquenta anos . E agora que esta versão do sistema operacional atingiu seu "fim de vida", eles não têm um bom motivo para não fazê-lo."

Com o passo dado da FSF vamos acompanhar "o amor" da gigante de Redmond com a comunidade de software livre e código aberto.

 

Fontes: 

https://www.fsf.org/blogs/community/tell-microsoft-to-upcycle-windows-7-set-it-free

https://www.theregister.co.uk/2020/01/24/windows_7_open_source/