Em tempos onde CoCs são utilizados para motivos escusos por parte da comunidade, nosso bom doutor Stallman que é sempre tido como "maníaco" ou "alienado" parece ser o mais sensato entre os homens. 

Na lista de email da GNU ele anunciou a GNU Kind Communication Guidelines (aguardamos a tradução oficial da entidade FSF da palavra Kind, por isto, utilizaremos o original em inglês - seria algo do tipo Diretrizes para uma Comunicação Amistosa).

Fonte: Announcing the GNU Kind Communication Guidelines - tradução livre do Linux-BR:

A versão inicial do O GNU Kind Communication Guidelines, foi publicado no link https://gnu.org/philosophy/kind-communication.html . Representando o Projeto GNU, eu peço a todos os que contribuem para fazer o seu melhor seguindo estas diretrizes nas discussões do projeto GNU.

 

Em Agosto, uma discussão iniciou entre os mantenedores de pacotes GNU ressaltando o problema do desenvolvimento afastar mulheres.1 Claramente isto não é uma coisa boa.2

 

Alguns mantenedores defenderam a adoção de um "código de conduta" com regras estritas. Outros projetos de software livre fizeram isto, gerando alguma resistência.3 Vários mantenedores responderam que se desligariam imediatamente. Eu mesmo não gosto do espírito punitivo desta abordagem, e decidi ir contra ela.

 

Obviamente também não desejo criar uma desculpa para ignorar o problema. Então, eu decidi uma abordagem diferente: os participantes são encorajados a ajudar e buscar ajuda uns com os outros para evitar padrões truculentos de comunicação. Eu identifiquei diversos padrões em nossa conversação (que é quase totalmente textual e não vocal) que parecem afastar as mulhers -- e alguns homens também. Alguns padrões surgiram de eventos que ocorreram na própria discussão. Então, eu escrevi algumas sugestões de como evitar e ajudar que outros evitem tais padrões. Eu recebi o feedback de muitos participantes, incluindo mulheres e pratiquei algumas destas sugestões pessoalmente descobrindo que elas criam bons efeitos. Esta então se tornou a lista da GNU Kind Communication Guidelines.

 

A versão atual não foi marcada a ferro e fogo; Comentários e sugestões são bem-vindos para revisões futuras.

 

A diferença do kind communication e um código de conduta está na abordagem básica de ambos.

 

O Código de Conduta impõe regras, com punições para todo mundo que violá-las. É uma forma pesada de forçar as pessoas a se comportar de forma diferente, e como só entram em ação quando as pessoas extrapolam tais regras, não tenta ensinar as pessoas a serem melhor do que o objeto que as regras impõem.  Claro que, o mantenedor indicado de um pacote GNU, se necessário, pode dizer a um contribuidor que se afaste; mas não queremos recorrer sempre a este ato.

 

A ideia do GNU Kind Communication Guidelines é que comece a guiar as pessoas para uma comunicação mais amistosa até atingir um ponto onde ninguém precise dizer "Você está violando as regras." A forma que faremos não será ordenando as pessoas a serem legais, mas ajudando elas a aprender a se comunicar de uma forma mais amistosa.

 

Eu espero que o KCG crie um ambiente melhor e menos restrito na liderança de projetos e discussões, e que estes sejam mais acolhedores a todos os participantes de boa-fé, e claro, mais efetivo.

 

1. Eu soube que a fração de mulheres na comunidade de software livre é cerca de 3%, enquanto na área de software chegá apenas a 10%.

2. Eu discordo que fazer "diversidade" seja uma meta. Se os desenvolvedores em um projeto específico de software livre não incluem a demografia D, eu não acho que a falta desta seja um problema que necessite ação; não há necessidade de agitação no recrutamento de "Dês". Ao invés disto, se nós fazemos com que "Dês" se sintam mal perderemos contribuintes de tal demografia. E possivelmente outros que não se classificam como D.

Há um tipo de diversidade que beneficia projetos de software livre: os de usuários não interessando quais sejam suas habilidades no uso do software. Contudo, este não é o tipo de "diversidade" que vem sendo defendido ultimamente.

3. Eu não estou envolvido nestes projetos mesmo que eu use seus softwares, então, não estou diretamente preocupado com os arranjos internos que eles criaram. Eles são apenas critérios para comparação.