O Prof. Alessandro Strumia, da Universidade de Pisa, foi suspenso dos quadros do CERN devido a comentários que foram considerados sexista. Foi aberto nesta segunda-feira uma investigação para avaliar o caso.

O caso ocorreu quando estava palestrando em Geneva, pelo CERN. Denunciantes consideraram a apresentação do professor inaceitável.

A denúncia é que haveria dito que as físicos (profissão) femininas predominantemente se revela como: "não sexista para mulheres. A verdade não importa. É parte de uma batalha politica vindo de fora" (tradução livre). Mostrou também slides que as mulheres com quem trabalhou fazem mais referências bibliográficas que os homens.

Contatado, o professor argumentou que "Pessoas dizem que física é sexista, física é racista, eu fiz uma pequena pesquisa e constatei que não. Que isso está se tornando sexista para os homens e digo isto" (tradução livre). Colegas de trabalho comentaram da interferência politica no CERN

Fonte: https://www.bbc.com/news/world-europe-45709205