Em um movimento surpreendente, Linus Torvalds está dando um tempo do seu trabalho no kernel Linux para tratar de seu comportamento. O desenvolvedor, que já está há mais de 30 anos à frente do desenvolvimento do kernel, é conhecido por tratar seus colegas com extremas rispidez e falta de educação. De acordo com seu post na LKML,

"Eu preciso mudar alguns dos meus comportamentos, e eu quero me desculpar com as pessoas que o meu comportamento pessoal machucou e, possivelmente, afastou inteiramente do desenvolvimento do kernel"

Torvalds mostrando o dedo médio

Torvalds ainda sugeriu escrever um filtro de e-mail que suprimisse os palavrões e termos ofensivos em suas mensagens públicas à lista. Essa inesperada decisão vem ao encontro do lançamento de um código de conduta para desenvolvedores do kernel open source. Enquanto muitos acreditam que o CoC vá trazer melhorias nas relações interpessoais dos desenvolvedores, outros acreditam que ele seja um plano dos SJW para que eles dominem o desenvolvimento, que ele esteja sendo pressionado por alguém (executivo de empresas que patrocinam o desenvolvimento do kernel) e outros - inclusive alguns editores desse site - acreditam que Linus está errado em tomar essa decisão devido à meritocracia - isto é, a forma de ele conduzir o desenvolvimento do kernel pode ser reprovável para muitos, mas funcionou durante esse tempo todo, portanto Linus teria um direito de ser mal-educado com quem ele quisesse, inclusive sugerindo que pessoas que escrevem código ruim deveriam ter sido abortadas.

Em uma atitude similar, na última semana os desenvolvedores do Python removeram a terminologia Master/Slave da linguagem de programação.

E você, acredita que o desenvolvimento open source esteja sendo dominado por uma onda de politicamente correto? Você trabalharia em um grande projeto, mas com ambiente hostil?

Fontes: ZDNet, Phoronix, LKML.