A plataforma ARM bem como seus SoCs receberam uma série de commits que serão aplicados na janela do Linux 4.18. Muita coisa legal vem aí:

  • Suporte a SoC Qualcomm Snapdragon 845 (SDM845) o Kryo 385/845 de 4+4 núcleos atualmente utilizado em dispositivos móveis high-end.
  • Suporte a SoCs Meson 8M2 e Amlogic quad-core Cortex-A9.
  • Suporte a SoC Mediatek MT7623A.
  • Suporte a Renesas R8A77990 / R-Car, SoC com foco em sistemas de entretenimento automotivo.
  • Suporte a STMicroelectronics STM32F469.
  • Driver USB 3.0 OTG adicionado a SoC Rockchip RK3399.

E o suporte a placas conhecidas inclui:

  • Suporte a placa Raspberry Pi 3B+ foi pra mainline do Kernel.
  • Suporte a placa Libre Computer ALL-H3-CC H2+ (SoC Allwinner H2+).
  • Os hardwares NES e Super NES Classic Edition (ambos Allwinner A33) também foram para a mainline.
  • O Valve Steam Link baseado no Berlin2CD teve sua Board DeviceTree adcionada. Isto habilita as interfaces UART, USB, Ethernet, I2C e SDIO. Audio, vídeo e gerenciamento de energia ainda não são suportados. O núcleo gráfico Vivante 3D pode ser inicializado mas não produz saída.
  • Suporte a placa Pocketbeagle(TI AM335X).

Mais detalhes podem ser encontrados no pull request. Até mesmo o Linus se manifestou, afirmando que a adição do Snapdragon 845 poderá alavancar a utilização de notebooks ARM com processadores que "aguentarão o tranco".

Fonte: Phoronix

Add a comment

Na última terça-feira (12), o presidente Michel Temer sancionou a lei 13.674, que  incentiva empresas de informática, comunicação e tecnologia a investirem em pesquisa, desenvolvimento e inovação, recebendo isenções tributárias em retorno.

Foram alterados os textos das leis 8.248, que trata de capacitação e competitividade; e a Lei 8.387, que exigia que empresas apresentassem contrapartida para receber incentivos fiscais. Foi vetado o teto de 20% dos gastos em pesquisa, inovação e desenvolvimento com aquisição, implantação, ampliação ou modernização de infraestrutura física e de laboratórios, pois o presidente entendeu que  "não é razoável que gastos relativos às áreas dedicadas à administração, por não guardarem consonância direta com investimentos em PD&I, sejam ensejadores de incentivo tributário".

Fonte: CanalTech.

Add a comment

O ReactOS é um projeto muito louco: Um time Russo fazendo uma implementação opensource compatível com a API Win32.

Apesar de uma relação de polinização cruzada de códigos bastante próxima com o Wine, a ideia deste sistema operacional é ser um substituto completo do Windows onde o usuário pode instalá-lo e sair usando executáveis sem a necessidade de configurações extras. O projeto andava adormecido nos últimos anos e o lançamento da versão 0.4.8 mostra que os desenvolvedores ainda estão vivos e fazendo melhorias significativas para o sistema.

Um projeto bastante promissor no Google Summer of Code pareceu: Fazer com que o ReactOS inicialize no BTRFS. Até agora(segunda semana de GSoC), o estudante Victor Perevertkin alterou o instalador e conseguiu formatar e instalar o ReactOS em BTRFS com alguns bugs mínimos.

Victor também está fazendo testes para garantir que o FreeLdr(bootloader do ReactOS) consiga inicializar diversas versões do Windows, aprimorando indiretamente outro aspecto deste bootloader.

Fonte: GSoC 2018 - Project BTRFS Boot

Add a comment

O Evento BSDDAY em Seropédica-RJ havia sido adiado por conta da paralisação dos caminhoneiros. Contudo, a nova data foi definida para 30 de Junho de 2018. A programação continua sólida e sem alteração no local do evento.

A entrada é franca e se você deseja doar para o evento, acesse o seguinte link.

Acompanhe a fonte desta postagem para atualizações sobre o evento.

Fonte: BSDDAY 2018

Add a comment

A Chamada de Trabalhos para o Tchelinux Caxias do Sul está aberta e caso você tenha interesse em submeter uma palestra, por favor, preencha o formulário de submissão de palestras. O prazo máximo é 07 de Julho de 2018, e os trabalhos escolhidos serão publicados no dia 10 de Julho de 2018.

Finalizada a etapa de escolha das palestras, as inscrições para participação no evento estarão abertas de 14 de Julho a 17 de Agosto de 2018. 250 vagas serão disponibilizadas.

O evento ocorrerá em parceria com a Universidade de Caxias do Sul, no dia 18 de Agosto de 2018 a partir das 08:30h na UCS de Caxias do Sul. A entrada é franca, porém os participantes são encorajados a doar 2kg de alimentos não perecíveis (exceto sal), que serão doados a instituições de caridade da região.  Os alimentos são recebidos no momento do credenciamento.

Acompanhe a fonte da postagem para atualizações sobre o evento.

Fonte: Tchelinux Caxias do Sul

Formulário para Envio de Palestras: Aqui

Add a comment

Para celebrar seu 14º aniversário, o popular site Phoronix rodou sua famosa suíte de testes em um MacBook Pro de 15 polegadas para comparar o desempenho de vários sistemas operacionais. Como resultado, a distribuição Clear Linux 22780 ficou na frente 59% das vezes, seguido pelo macOS 10.13.4, terminando em primeiro 21% das vezes e o Fedora 28, terminando em primeiro 10% das vezes.

O Clear Linux é uma distribuição focada em aplicações de nuvem, clientes e IoT, desenvolvida pela Intel. Talvez isso explique, em parte, o bom desempenho do sistema nos testes.

Fonte: https://apple.slashdot.org/story/18/06/09/202257/clear-linux-beats-macos-in-macbook-pro-benchmark-tests

Add a comment

O i-Educar é um software público e on-line voltado à gestão de escolas, como matrículas e dados dos alunos. No último dia 5, o portal do Software Público Brasileiro anunciou que o mesmo estava recebendo novas funcionalidades, com destaque para revisão e aprimoramento do código, uma nova interface e o módulo de Diário do Professor para a versão Comunidade, bem como um aplicativo para faltas que funciona sem internet na sala de aula. O projeto receberá, ainda, investimentos da Fundação Lemann, do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Por questões de transparência, a Portabilis manterá o repositório do projeto no Gitlab do Portal do Software Público Brasileiro sempre atualizado, sem desvirtuar o projeto e o Portal do SPB. De acordo com um dos colaboradores deste portal que trabalhou no projeto, existem duas versões do sistema: uma comunitária e outra paga. O projeto pertencia, originalmente, à Prefeitura Municipal de Itajaí, quando foi transferido para a Portabilis, na qual mudou de liderança e teve seus fontes abertos, ao passo que a prefeitura teria criado outro sistema, chamado Erudio, sem os fontes disponíveis à comunidade.

Add a comment

Apesar do termo “Open hardware” ou “Open source hardware” não ser tão novo, ainda há muita confusão em relação à publicação de projetos open hardware na comunidade brasileira de hardware. No Brasil ainda são poucas as iniciativas de projetos open hardware e a comunidade brasileira ainda possui muitas dúvidas quanto à publicação, contribuição e uso de projetos abertos.

"Open Source Hardware (OSHW) é um termo para artefatos tangíveis — máquinas, dispositivos ou outros objetos físicos — cujo projeto foi disponibilizado ao público de modo que qualquer um pode construir, modificar, distribuir e utilizar estes artefatos. É intenção desta definição auxiliar no desenvolvimento de guias gerais para o desenvolvimento e validação de licenças para Open Source Hardware."

Leia o artigo na íntegra no site Embarcados. Material muito interessante.

Add a comment

Não obstante a desgraça gerada pelo VPNFilter, os pesquisadores focados nesta ameaça descobriram um novo módulo para este malware: Um MITM de conexões HTTPS.

Add a comment

Durante anos o desenvolvimento do kernel Linux vem se preparando para o ano 2038 e esta tarefa continua em execução na janela de merges da versão 4.18.

Para os que não estão familiarizados com o problema, os sistemas Unix-like utilizam um padrão de tempo chamado Unix time-stamp que começa em 1 de Janeiro de 1970 e quem (ainda) utiliza um signed int 32-bit para armazenar data terá o último segundo marcado em 19 de Janeiro, hora 03:14:07 UTC. Quando o bit do próximo segundo for virado os sistemas voltarão para a data original e comportamentos não adequados podem ocorrer com os softwares.

Como o kernel Linux possui cerca de 20 milhões de linhas de código, mitigar este problema de forma que englobe todas as arquiteturas de processador suportas não tem sido uma tarefa fácil e continua gerando novos merge requests. As partes do Kernel que precisam de adequação devem adotar o mecanismo COMPAT_32BIT_TIME e fazer limpezas de código que geram bastante trabalho. O último merge request que se tem notícia implementa tal mecanismo para SySV IPC UAPI.

Y2K38 é tão grave assim?

Pode parecer um exagero mas não possuímos "emuladores de catástrofes" que possam avaliar os riscos e a extensão dos danos de uma CPU embarcada em operações de uma usina ou de equipamentos médicos(marca-passo) usando um Unix-like vulnerável ao y2k38, como foi explicado pelo Theo de Raadt na EuroBSDCon de 2013. O OpenBSD 5.5 foi um release especial deste OS tratando da conversão do tempo para 64 bits em todo o sistema, motivo pelo qual o Theo bateu bastante nesta tecla em 2013 e 2014 e cobrou uma atitude de outros sistemas operacionais abertos.

Outro detalhe: Mesmo com o surgimento de novos processadores 64 bits o 32-bit ainda é o rei dos embarcados quando se trata de equipamentos de rede. Alguns destes dispositivos possuem um hardware contador 32bit signed para armazenar a data e a troca de signed para unsigned não é trivial e exigiria no mínimo a implementação de um contador por software que adicionaria 1 bit de sobrevida(68 anos) ao dispositivo, tentando gerar um overhead menor que uma implementação de tempo de 64 bits. É claro que esta solução não passa de uma gambiarra que poderia aumentar consideravelmente a latência em sistemas críticos como microcontroladoras e dar uma dor de cabeça grande para propagar esta solução para o restante dos dispositivos.

Esta matéria do site LWN também explica detalhes das falhas que softwares essenciais para o Linux terão se nada for feito nestes "apenas 20 anos" que restam para corrigir o problema.

Fonte: Phoronix

 

Add a comment